English Portuguese Spanish

Criada e instalada segundo as Leis Estaduais (SP) nº 7.663/91 e nº 10.020/98
Entidade Delegatária das funções de Agência de Água, conforme primeiro termo aditivo do Contrato de Gestão nº 033/2020/ANA.

ETE-Balsa-1-Obras-concluidas

Comitês PCJ investem mais de R$ 11,5 milhões em tratamento de esgoto e combate às perdas de água

Empreendimentos foram concluídos no segundo semestre de 2021

Cumprindo sua missão, que é a de proteger as águas das Bacias PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), os Comitês PCJ investiram mais de R$ 11,5 milhões em cinco empreendimentos na área de tratamento de esgoto e de combate às perdas de água. Os empreendimentos foram concluídos no segundo semestre deste ano. Os recursos são provenientes da cobrança pelo uso da água Federal e Paulista.

A seleção, acompanhamento e vistoria das obras foram realizadas pela Coordenação de Projetos da Agência das Bacias PCJ. Os municípios beneficiados foram Santa Bárbara d’Oeste(SP), Camanducaia(MG), Morungaba(SP), Pedreira(SP) e Amparo(SP). Confira abaixo os detalhes de cada empreendimento.

SANTA BÁRBARA D’OESTE(SP)

Concluída ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto de Santa Bárbara d’Oeste 

Custeada com recursos da Cobrança PCJ Paulista, obra ampliou em oito vezes a capacidade da unidade 

Com recursos da Cobrança PCJ Paulista, os Comitês PCJ investiram cerca de R$ 4,3 milhões para ampliação da ETE Balsa (Estação de Tratamento de Esgotos), de Santa Bárbara d’Oeste, São Paulo. A obra, executada pelo DAE (Departamento de Água e Esgoto), ampliou em oito vezes a capacidade, beneficiando cerca de 80 mil usuários. 
 Segundo informação do DAE o investimento total foi de R$ 5.843.856,56 sendo R$ 4.320.026,31 referente ao repasse de recursos da Cobrança PCJ Paulista e R$ 1.523.830,25 em forma de contrapartida da autarquia. O contrato encerrado em janeiro de 2021. 
 A ampliação da capacidade da ETE contou com o aproveitamento de duas lagoas anaeróbias e duas facultativas. O tratamento biológico é realizado na Lagoa Anaeróbia, seguida por Lagoa Aerada para oxidação biológica e lagoa de decantação, onde ocorre a sedimentação do lodo e a clarificação dos despejos. Na última etapa, o efluente segue para o Tanque de Contato para desinfecção e, até ser despejado no Rio Piracicaba. 

Capacidade da ETE Balsa, em Santa Bárbara d’Oeste, foi ampliada em oito vezes

CAMANDUCAIA(SP)

Comitês PCJ constrói Estação de Tratamento de Esgoto em Camanducaia 

 Investimento foi de R$ 3,7 milhões 

Com recursos da Cobrança PCJ Federal, os Comitês PCJ investiram aproximadamente R$ 3,7 milhões na execução de obras e serviços de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário no município de Camanducaia (MG). O tomador dos recursos foi a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).    

O investimento total foi de R$ 4.261.317,03, sendo R$ 3.678.794,99 dos recursos da Cobrança PCJ Federal e R$ 582.522,04 de contrapartida do tomador.  

A obra envolveu a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com capacidade de tratar até 24,25 l/s do esgoto gerado na área urbana do município. O tipo de tratamento é o biológico, contendo dois reatores UASB (reator anaeróbio de fluxo ascendente), além das demais unidades necessárias para o seu funcionamento.   

O empreendimento trouxe significativa melhoria no sistema de esgotamento sanitário do município e beneficiou cerca de 11,3 mil habitantes. 

MORUNGABA(SP)

Comitês PCJ investem no esgotamento sanitário de Morungaba 

Empreendimento trouxe benefícios a cerca de 1,1 mil moradores do município paulista 

Com recursos da Cobrança PCJ Federal, os Comitês PCJ investiram aproximadamente R$ 950 mil no Sistema de Esgotos Sanitários do Distrito Industrial, em Morungaba (SP). O tomador dos recursos foi a Prefeitura Municipal da Estância Climática de Morungaba.    

O investimento total foi de R$ 1.036.126,41, sendo R$ 949.609,85 dos recursos da Cobrança PCJ Federal e R$ 86.516,56 de contrapartida do tomador.  

A obra envolveu a construção dos elementos necessários ao afastamento e transporte do esgoto do distrito industrial e de dois loteamentos residenciais, no município, até a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Morungaba. O objetivo de geral do empreendimento foi implantar 711 metros de coletor tronco, de 323 metros de coletor tronco, 2.691 metros de linha de recalque e uma estação elevatória de esgotos.  

O empreendimento trouxe significativa melhora no sistema de coleta e tratamento de esgotos sanitários do município e beneficiou aproximadamente 1.100 habitantes. 

PEDREIRA (SP)

Comitês PCJ combatem as perdas de água em Pedreira 

Investimento total foi de quase R$ 2 milhões 

Com recursos da Cobrança PCJ Paulista, os Comitês PCJ investiram mais de R$ 1,8 milhão na substituição das redes de distribuição de água e ramais de ligação dos bairros São José e Bela Vista, no município de Pedreira (SP). O tomador dos recursos foi o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Pedreira e o contrato foi concluído em setembro de 2021.   

O investimento total foi de R$ 1.978.106,78, sendo R$ 1.819.842,38 dos recursos da Cobrança PCJ Paulista e R$ 158.264,40 da contrapartida do tomador.  O empreendimento teve como objetivo diminuir as perdas de água no sistema de abastecimento e, para tanto, contou com a substituição, pelo Método Não Destrutivo (MND), de mais de 4,6 mil metros de redes de distribuição de água e 122 ramais de ligação.   

A obra contribui para o cumprimento das metas do Plano Diretor de Combate às Perdas de Água de Pedreira, e estima-se que beneficiou cerca de 6 mil habitantes, diminuindo a frequência de manutenções, vazamentos e interrupção nos serviços de abastecimento.  

AMPARO (SP)

Comitês PCJ combatem as perdas de água em Amparo 

Investimento foi de R$ 760 mil  

Com recursos da Cobrança PCJ Federal, os Comitês PCJ investiram aproximadamente R$ 760 mil na substituição de mais de 6 mil metros de rede de água por Método Convencional e 367 ligações domiciliares por Método Não Destrutível (MND), no Distrito de Arcadas, em Amparo (SP). O tomador dos recursos foi o Serviço Autônomo de Água e Esgotos – Saneamento Ambiental de Amparo.    

O investimento total foi de R$ 865.682,04, sendo R$ 758.597,17 dos recursos da Cobrança PCJ Federal e R$ 107.084,87 de contrapartida do tomador.  

O objetivo geral do empreendimento foi a realização da substituição de redes de água e ligações domiciliares no Distrito de Arcadas, em Amparo, já que anteriormente à execução da obra ocorriam constantes rompimentos da tubulação, diminuição no fluxo de água fornecida à população devido a incrustações nas tubulações antigas de ferro fundido e consequentes interrupções no fornecimento de água.   

O empreendimento trouxe significativa melhoria no controle das perdas hídricas no município, em específico no Distrito de Arcadas e beneficiou aproximadamente 1,8 mil habitantes. 

Tags

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support