English Portuguese Spanish

Criada e instalada segundo as Leis Estaduais (SP) nº 7.663/91 e nº 10.020/98
Entidade Delegatária das funções de Agência de Água, conforme primeiro termo aditivo do Contrato de Gestão nº 033/2020/ANA.

Visita técnica às obras da Barragem foi guiada por membros do Daee

Barragem Duas Pontes, em Amparo, deve começar a operar no 2º semestre de 2023, diz Daee

Prazo foi informado durante visita de representantes da Agência PCJ, Comitês PCJ, Consórcio PCJ às obras em Amparo, SP

Com o objetivo de verificar o andamento da construção da barragem Duas Pontes, situada no município de Amparo/SP, representantes da Agência das Bacias PCJ, Comitês PCJ, Consórcio PCJ e membros de prefeituras e de órgãos de saneamento da região das Bacias PCJ realizaram uma vistoria técnica no canteiro de obras. A ação, realizada no dia 26 de abril de 2022, foi conduzida pelo Daee (Departamento de Águas e Energia do Estado de São Paulo) que assegurou que o cronograma aponta para que todos serviços estarão concluídos até o segundo semestre de 2023, quando a barragem poderá começar a operar.

A barragem Duas Pontes terá capacidade de 53,4 milhões de metros cúbicos com vazão regularizada de 8,7 mil litros de água por segundo. Junto com o Reservatório de Pedreira, também em construção, o sistema poderá apresentar vazões regularizadas de 17 mil litros de água por segundo para as Bacias PCJ.

Presente na visita, Sergio Razera, diretor presidente da Agência PCJ destacou os aspectos de segurança presentes no empreendimento. “Esta obra foi muito planejada, esperada e agora, celebrada a cada etapa. Estamos felizes por vê-la sair do papel. Além de toneladas de concreto e ferragens, ela atende à risca a toda política de preservação ambiental e sustentabilidade. Somado a isso, chama atenção a segurança presente em cada detalhe do projeto como por exemplo, a operação de um sismógrafo para detecção de qualquer movimentação no solo reforçando assim o princípio da segurança máxima do projeto”, afirmou. Sergio celebrou o que considera a realização de um sonho para parte considerável das Bacias PCJ. “Esta obra, depois de pronta, vai possibilitar um aumento no abastecimento público, industrial e rural de toda uma região. Quando sonhamos juntos, sonhamos melhor, e aqui vemos todos os elos envolvidos trabalhando de forma alinhada e focada e em alto nível técnico, de segurança e transparência”, disse.

Secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahoz, participou da visita técnica e avaliou positivamente a concretização de uma ideia nascida há três décadas. “O que vimos hoje é a realização de algo que nasceu em 1992, com o Plano Diretor do Consórcio PCJ e Daee. A ansiedade é grande visto que enfrentamos eventos climáticos extremos com a perspectiva de uma estiagem avassaladora. Mas a boa notícia é o que constatamos aqui com as obras em andamento. Levando em conta que esta espera já se estende há 30 anos, aguardar mais alguns meses para conclusão é um tempo irrisório pois a alegria será de todos”, afirmou Lahoz.

A gerente socioambiental do Daee, Lígia Fernandes de Oliveira elogiou a adesão e participação de todos os órgãos presentes na visita. “O maior objetivo é dar transparência às nossas ações principalmente por se tratar de uma obra pública que é fruto de uma luta de muitos anos. Abrir o canteiro de obras nos ajuda a divulgar como o empreendimento é feito, a relevância da obra e toda a segurança envolvida, desde a concepção do projeto até a execução”, finalizou Lígia.

A OBRA – Assinada em agosto de 2020, a Ordem de Serviço para a construção da barragem de Duas Pontes, no Rio Camanducaia, em Amparo, é fruto de um investimento do governo do Estado de São Paulo de R$ 271 milhões na implantação do reservatório, sendo R$ 196 milhões nas obras e R$ 75 milhões na desapropriação da área. O reservatório conta com uma área de proteção ambiental permanente (APP) com 100 metros de largura ao longo de toda a margem, totalizando 391 hectares. A implantação do projeto conta com um conjunto de ações ambientais, destacando-se o programa de Revegetação e Enriquecimento Florestal. O Daee já iniciou o reflorestamento deste espaço, com o plantio de 340 mil mudas de espécies nativas.

Junto à Barragem de Pedreira, já em construção, o reservatório de Duas Pontes beneficiará mais de cinco milhões de pessoas nos municípios de Amparo, Americana, Arthur Nogueira, Campinas, Campo Limpo, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jundiaí, Limeira, Louveira, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Piracicaba, Sumaré, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo.

Tags

Compartilhar

Uma resposta

  1. obra necessária sem dúvida.
    a região de campinas agradece
    mas, se houver uma forte estiagem igual ou pior que a de 2014/15 que afetou principalmente o sist. cantareira, essa contribuição ” extra” dos 17 mil litros por segundo será suficiente para atender os municipios a montante e a jusante das 2 barragens, ou ainda será feito racionamento da água?
    a outra questão é : o aumento da oferta de água pode gerar uma redução significativa nas contas de água, ou os custos da captação, tratamento, adução aos municípios não permitirá e pode até aumentar o valor das contas?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support