English Portuguese Spanish

Criada e instalada segundo as Leis Estaduais (SP) nº 7.663/91 e nº 10.020/98
Entidade Delegatária das funções de Agência de Água, conforme primeiro termo aditivo do Contrato de Gestão nº 033/2020/ANA.

Luciano-Almeida-Agência-PCJ

Luciano Almeida se reúne na sede da Agência e dos Comitês PCJ para traçar ações

Encontro nesta terça-feira teve o objetivo de definir programação de trabalho de 2021

O prefeito de Piracicaba e presidente dos Comitês PCJ, Luciano Almeida, esteve na manhã desta terça-feira, 20 de abril, na sede da Agência das Bacias PCJ e dos Comitês PCJ, em Piracicaba, para traçar ações relacionadas ao período de estiagem e discussão e programação sobre os trabalhos já sob o seu comando. 

O encontro foi com os diretores da Agência das Bacias PCJ, Sergio Razera (Presidente), Ivens de Oliveira (Administrativo e Financeiro) e Patrícia Barufaldi (Técnica) e com o secretário-executivo dos Comitês PCJ, André Navarro, além de colaboradores da Coordenação de Apoio ao Sistema de Gestão de Recursos Hídricos da Agência das Bacias PCJ.

“Começamos a trabalhar com foco no início da estiagem. A possibilidade de falta de água é, sem dúvidas, uma grande preocupação de todas as 76 cidades das Bacias PCJ. Porém, toda tomada de decisão deve estar sempre pautada em dados e, para isso, contamos com inúmeras ferramentas e um sistema robusto que gera dados para os Comitês PCJ nestas duas últimas décadas. Iremos tomar providências imediatas e, mais do que isso, trabalhar planejando e pensando o futuro dos recursos hídricos”, destacou Luciano Almeida em sua primeira reunião de trabalho.

O período de estiagem teve início neste mês de abril com o nível do Sistema Cantareira abaixo do ideal. O registro é de cerca de 52% de sua capacidade, quando o esperado é no mínimo 60%. A região das Bacias está em estado de atenção, principalmente porque 2021 deve ser muito severo do ponto de vista das poucas chuvas. Informações do CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) apontam que para abril, maio e junho, as chuvas devem ficar abaixo da média em todo o Estado de São Paulo. 

Almeida foi eleito presidente do CBH-PCJ e PCJ-FEDERAL, por aclamação, no último dia 30 de março. As Bacias PCJ abrangem 76 municípios e os colegiados contam com mais de 1 mil participantes. Nas próximas semanas, o prefeito se reunirá com as Câmaras Técnicas dos Comitês PCJ para aprofundamento dos trabalhos.

SOBRE OS COMITÊS PCJ

Os três colegiados que formam os Comitês PCJ – Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (CBH-PCJ), Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ FEDERAL) e o Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba-Jaguari (CBH-PJ1) — compartilham uma diretoria integrada e são as instâncias máximas para a tomada de decisões sobre a gestão de recursos hídricos nas Bacias PCJ.

O comitê paulista (CBH-PCJ) completou 27 anos de instalação no dia 18 de novembro de 2020. Em março deste ano, o comitê federal completou 18 anos e o mineiro (CBH-PJ1), 13 anos.

As Bacias PCJ abrangem 76 municípios (71 paulistas e cinco mineiros). Os Comitês PCJ são compostos por representantes dos Governos Federal, dos Estados de São Paulo e de Minas Gerais, dos municípios, usuários dos recursos hídricos e da sociedade civil. Sua gestão é descentralizada e participativa, e busca a convergência de decisões como forma de garantir o desenvolvimento e a continuidade da gestão dos recursos hídricos nas Bacias PCJ.

A região das Bacias PCJ é habitada por cerca de 5,7 milhões de pessoas e responde por cerca de 5% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro e por 14% do PIB do Estado de São Paulo. A Agência das Bacias PCJ, entre outras funções, atua como braço executivo dos Comitês PCJ e foi criada há 11 anos, em novembro de 2009.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email