English Portuguese Spanish

Criada e instalada segundo as Leis Estaduais (SP) nº 7.663/91 e nº 10.020/98
Entidade Delegatária das funções de Agência de Água, conforme primeiro termo aditivo do Contrato de Gestão nº 033/2020/ANA.

WORKSHOP SE CONSOLIDA AINDA MAIS E GARANTE DESTAQUE PARA AS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

O V Workshop de Águas Subterrâneas dos Comitês PCJ foi realizado nos dias 27 e 28 de novembro no campus da Unesp de Rio Claro, com participação de mais de 300 pessoas

Mais de 300 pessoas participaram do V Workshop de Águas Subterrâneas dos Comitês PCJ, considerando os dois dias do evento, 27 e 28 de novembro. Organizado pela Câmara Técnica de Águas Subterrâneas (CT-AS) dos Comitês PCJ, com o apoio da Agência das Bacias PCJ, o Workshop foi realizado no campus da Unesp de Rio Claro e garantiu destaque para discussões relacionadas à esta área. Neste ano, o tema central foi “Gestão para a Segurança Hídrica”. No primeiro dia houve palestras e mesas redondas com especialistas e uma apresentação teatral. No segundo dia, foram realizados três minicursos.

“Acho que esse workshop que a CT-AS se esforça para promover a cada dois anos é uma oportunidade ímpar de a gente não só estar mostrando para a sociedade e para as Bacias PCJ a importância da água subterrânea para o uso público, uso privado, e para manutenção dos ecossistemas e da vida, mas é uma forma também de a sociedade aprender a valorizar mais os recursos naturais”, avaliou a coordenadora da CT-AS, Sibele Ezaki.

Sibele destacou a preocupação em trazer os municípios para esse debate. “A gente tenta trazer pessoas com muita experiência na área, com visões diferentes. E trazer de fora para dentro, porque é uma troca de experiência e a gente acaba aprendendo muito com essas experiências individuais. Ao mesmo tempo, a gente tem essa preocupação de envolver cada vez mais os municípios. O alvo são eles. São eles que fazem a gestão na primeira instância. O órgão estadual é um regulador, mas os órgãos municipais têm uma responsabilidade muito grande e às vezes não têm uma capacitação técnica. Não teve uma oportunidade de desenvolver isso. Então, a CT-AS se preocupa e o workshop é uma oportunidade com os minicursos, palestras e mesas-redondas”, completou.

A coordenadora ainda explicou que vai reunir tudo o que foi debatido no evento e apresentar aos Comitês PCJ. “O workshop é um local de troca de experiências, reclamações, sugestões, de mostrar os problemas que estão acontecendo Muitas vezes conseguimos resolver ou propor soluções internamente, na câmara técnica. Quando não, é a hora de levar para as instâncias maiores dos Comitês”, concluiu.

O evento também foi bastante elogiado pelo secretário-executivo dos Comitês PCJ, Luiz Roberto Moretti. “Esse workshop é extremamente importante, porque aborda uma diversidade de temas, todos eles obviamente relacionados com as águas subterrâneas, mas que são tópicos que precisam ser discutidos pela sociedade, pela comunidade técnica e pelos comitês de bacias. São tópicos que podem levar a soluções extremamente importantes e interessantes para a forma como os comitês de bacias tratam as questões relacionadas com o uso, a proteção e conservação dos recursos hídricos subterrâneos. A quantidade de pessoas, a diversidade de linhas de pensamento dentro da área técnica, a forma diversa como enxergam essas questões dos recursos hídricos subterrâneos é extremamente importante para que a gente possa colocar na mesa, discutir, debater e encontrar soluções para os problemas que enfrentamos nesta área”, comentou Moretti.

Na avaliação do diretor-presidente da Agência das Bacias PCJ, Sergio Razera, o evento já está consolidado. “O Workshop de Águas Subterrâneas é um evento já consolidado no âmbito dos Comitês PCJ. É o maior evento de nossas câmaras técnicas. E ele é importantíssimo, porque ao longo do tempo as águas subterrâneas vêm ganhando cada vez mais importância nos Comitês PCJ. No nosso Plano de Bacias ganhou um caderno temático e assim, nesse ganhar importância, a gente vai aprendendo a criar estrutura necessária para fazer a boa gestão das águas subterrâneas, com informações, com planos bem feitos e, obviamente, com autorizações de uso que dão sustentabilidade a essas águas, que não são visíveis porque estão embaixo do solo, mas que precisam ser tão bem cuidadas quanto às águas superficiais”, ressaltou. Razera ainda observou que a aplicação dos recursos da cobrança pelo uso da água é cada vez maior nesta área. “Basicamente para dar o suporte que o setor precisa para melhor outorgar, melhor usar e não deixar a qualidade ser prejudicada”, explicou.

Durante o evento, o tema águas subterrâneas foi inserido no contexto das Mudanças Climáticas, Políticas Públicas, Sensibilização Ambiental, Mobilização Social, Comunicação, Educação, entre outros. O workshop foi direcionado a todos os cidadãos das Bacias PCJ, em especial, estudantes, professores, empresários, usuários de águas subterrâneas, municípios e tomadores de decisões, sejam eles de órgãos gestores ou parlamentares. O evento acontece a cada dois anos. A próxima edição será em 2021.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support